Guia 2021

Cadastre-se
anuncie
MENU
COTAÇÃO DE INGREDIENTES
GUIA DE FORNECEDORES
CADASTRE SUA EMPRESA - CLIQUE AQUI


Voltar

Cores e sabores ajudam a impulsionar a tendência saudável do consumidor

Embora a cor e o sabor - e os ingredientes que ajudam a fornecê-los - sejam considerações importantes ao desenvolver novos produtos, também influenciam e são influenciados pelas principais tendências do consumidor.

Dois impulsionadores do comportamento do consumidor que se relacionam especificamente ao uso de cores e sabores são a saúde e a experimentação. Uma análise mais profunda dessas duas áreas de tendência pode fornecer informações valiosas para os desenvolvedores de produtos.

Nenhuma discussão sobre tendênciasé completa sem considerar questões relacionadas à saúde e bem-estar. Conforme evidenciado nos últimos dois anos, o conceito de medir a “saúde” evoluiu para muito mais do que os velhos tópicos de redução de gordura, calorias e colesterol. Embora ainda sejam importantes, hoje em dia uma ênfase maior é colocada em uma abordagem mais holística da saúde. Isso significa que mais produtos são posicionados em torno da “saudabilidade” ou naturalidade e benefícios específicos em relação ao relaxamento e bem-estar emocional.

De acordo com um relatório de 2021 da Mintel, 52% dos consumidores acham que os produtos posicionados como naturais são saudáveis. Essa porcentagem é maior para os Baby Boomers do que para os consumidores mais jovens. Para todos os consumidores, esse posicionamento de naturalidade é a alegação com maior probabilidade de ser vista como saudável. Por exemplo, 49% dos consumidores percebem os produtos posicionados como baixo/sem açúcar como saudáveis e 43% disseram o mesmo de produtos sem aditivos ou conservantes.

Para atender a essa percepção de saúde, se observa uma diminuição lenta, mas constante, no uso de corantes e sabores artificiais em alimentos e bebidas. Observando os dados do Banco de Dados Global de Novos Produtos da Mintel, que rastreia a introdução de novos produtos, os corantes artificiais caíram de 5% de todas as introduções de alimentos e bebidas em 2017, para 4,4% de todas as introduções de alimentos e bebidas em 2021, uma queda de mais de 10%. Para sabores artificiais, a queda é semelhante, de 5,4% de todas as introduções em 2017, para 4,7% de todas as introduções em 2021.

Quando se trata de lançamentos de produtos que se concentram na saúde e não têm cores e sabores artificiais, uma ampla variedade de bens de consumo embalados (CPGs) com uma variedade de alegações focadas na saúde se encaixam. Alguns exemplos recentes incluem biscoitos feitos com grãos moídos e proteína, sem aditivos ou conservantes; ou granolas promovem não apenas a ausência de corantes e sabores artificiais, mas também a ausência de adição de açúcar.

Em relação ao bem-estar mental e relaxamento, muitos chás (prontos para beber [RTD] ou não) geralmente não têm sabores ou corantes adicionados, mas um número crescente de outros produtos posicionados para relaxamento também promove todos os ingredientes naturais.

Fonte: Food Beverage Insider




Envie uma notícia



Telefone:

11 99834-5079

Newsletter:

Fique conectado:

© EDITORA INSUMOS LTDA.

001