Guia 2021

Cadastre-se
anuncie
MENU
COTAÇÃO DE INGREDIENTES
GUIA DE FORNECEDORES
CADASTRE SUA EMPRESA - CLIQUE AQUI


Voltar

Suporte para o sono combina naturalmente com produtos focados no estresse

A imunidade pode ter sido o auge das prioridades de saúde no ano passado, mas aliviar o estresse/ansiedade em conjunto com a imersão em uma boa noite de sono também está no topo da lista de desejos de saúde dos consumidores. Essas necessidades semeiam um campo fértil para marcas naturais de bens de consumo embalados (Consumer Packaged Goods – CPG) para inovar em uma nova categoria que combina dois componentes - estresse e sono -, que muitas vezes podem perfeitamente se misturar.

Michael Hughes, diretor de insights da FMCG Gurus, observou que a má saúde do sono - embora tenha se intensificado durante a pandemia e ainda esteja se deteriorando em todo o mundo - já era generalizada.

A última pesquisa de sono da FMCG Gurus observou que durante o período de 2018/2019, 53% dos consumidores globais relataram ter problemas para dormir. Sem surpresa, a má saúde do sono intensificou-se significativamente em 2020, ostensivamente ligada à alta incerteza e medo por conta da Covid-19. Em 2020, 44% dos consumidores disseram que sentiram que seu sono havia piorado nos últimos dois anos, em comparação com 36% que disseram isso quando a pesquisa foi realizada um ano antes.

A série de pesquisas 2020 da FMCG Gurus revelou que 18% dos consumidores se tornaram mais conscientes sobre a sua saúde do sono resultante da preocupação com a Covid-19, e 40% disseram isso sobre o seu bem-estar mental geral. Hughes aponta que a deterioração do sono não se deve apenas à pandemia. Por exemplo, um terço dos consumidores admitiu que tende a comer tarde da noite, o que pode atrapalhar o sono; 47% ficam acordados até tarde; e 64% se envolvem com seus dispositivos digitais.

De acordo com a pesquisa da FMCG Gurus, a má saúde do sono pode estar ligada a desafios de relaxamento. Quarenta por cento dos consumidores entrevistados disseram ter dificuldade em adormecer depois de ir para a cama, e 79% reconheceram que costumam acordar pelo menos uma vez por noite. Isso, segundo Hughes, explica por que 44% dos consumidores dizem que não dormem mais do que seis horas por noite, em média.

O resultado final? Um total de 67% dos consumidores dizem que estão interessados em alimentos, bebidas e suplementos que ajudem a melhorar a saúde do sono.

Fonte: Natural Products Insider




Envie uma notícia



Telefone:

11 99834-5079

Newsletter:

Fique conectado:

© EDITORA INSUMOS LTDA.

001