Esconder

//

Guia 2021

Cadastre-se
anuncie
MENU

Cotação de Ingredientes

Guia de Fornecedores

CADASTRE SUA EMPRESA - CLIQUE AQUI


Sua indústria está pronta para exportar?

Será que o seu negócio está pronto para iniciar a exportação de alimentos e bebidas? Esse é um questionamento que você precisa se fazer antes de se aventurar nessa área.

O mercado de exportação é bem interessante e pode ser altamente lucrativo. No entanto, é necessário estar bem preparado para não dar um “passo maior que a perna” e acabar prejudicando a sua empresa.

O advogado Arthur Achiles de Souza Correa é especialista em direito aduaneiro, empresarial e internacional. Foi membro da Câmara Britânica de Comércio entre 2008 e 2019, tendo uma larga experiência no campo da exportação.

De acordo com Correa, as oportunidades no mercado de exportação de alimentos e bebidas são muitas e devem ser aproveitadas com profissionalismo. “A tecnologia disponível tanto para o campo quanto para a indústria ajuda para sermos mais produtivos. Isso é um aspecto importantíssimo. O mundo não tem mais fronteiras, mas, no mercado internacional, não há espaço para amadorismo. Isso tudo sem falar nos esforços que estão sendo realizados na melhoria da infraestrutura e na desburocratização das operações de comércio exterior", destaca o advogado, que também acredita que o nosso país vive um excelente momento para importação e exportação de alimentos e bebidas.

Dessa forma, quem atuar com profissionalismo e o apoio de um especialista no ramo terá enormes vantagens competitivas, ganhará tempo com tudo que envolve o comércio internacional e aproveitará o bom momento que vivemos.

Para Correa, uma empresa só terá sucesso na exportação de alimentos e bebidas se seguir quatro etapas básicas. A primeira, ter um bom produto. Isso pode parecer básico, mas é preciso entender que não vai conseguir se destacar no mercado internacional caso o produto não seja realmente bom. “A concorrência é grande e não se consegue fidelizar um cliente sem que haja essa satisfação”, sintetiza Correa.

A segunda orientação trazida por Correa é o planejamento do crescimento da empresa. Isso é necessário, de acordo com o especialista, para que as exportações sejam feitas em larga escala. “Caso o produto seja bem aceito no mercado internacional, a empresa não pode correr o risco de não atender as demandas do mercado externo e interno”, explica o advogado.

A terceira recomendação é para não ter pressa na hora de conquistar novos mercados. Correa explica que ter um bom planejamento de expansão é fundamental. Contar com especialistas no segmento, nesse momento, é fundamental. Em suas palavras: “A partir do instante em que se decide pelas exportações, o empresário deve se debruçar com ênfase, atenção e ajuda de um profissional do ramo aduaneiro para ganhar tempo e conhecer tudo o que está envolvido no desenvolvimento desse projeto”.

Reforçando a necessidade de buscar apoio profissional ao expandir o negócio, Correa orienta a ter cuidado com as parcerias firmadas. “Diversas pessoas se apresentam como ‘experts no assunto’, dizendo que é só fazer isso e aquilo. Na hora ‘h’, o problema aparece e a doce ilusão de ganhar muito dinheiro vai pelos ares. Tenha cuidado. Procure a assistência de profissionais especializados, que tenham experiências práticas de alguns anos. Não se brinca com vendas de grandes volumes! Se algo der errado, o prejuízo será na mesma proporção”, aconselha.

Fonte: Food Connection




Notícias relacionadas



Envie uma notícia



Telefones:

Comercial:

11 99834-5079

Newsletter:

© EDITORA INSUMOS LTDA.

001