Guia 2021

Cadastre-se
anuncie

Quem é PLANT está aqui!
plantbasedbr.com

Vem conferir!

MENU
MÍDIA KIT 2021
Download
COTAÇÃO DE INGREDIENTES
GUIA DE FORNECEDORES
CADASTRE SUA EMPRESA - CLIQUE AQUI


Voltar

Comportamento do consumidor: a importância e os caminhos para entendê-lo

O comportamento do consumidor está mudando. Vivemos um momento desafiador, mas há oportunidades para construir pontes caso as necessidades do consumidor sejam priorizadas e endereçadas.

Para Julia Faria, head de novos negócios da WGSN, empresa global de previsão de tendências, analisar as mudanças no comportamento do consumidor é crucial para o planejamento estratégico e a sobrevivência das empresas. E, entender esse cenário o quanto antes, é o único caminho para compreender como os líderes criativos precisam inovar para se manterem relevantes no futuro, assim como as empresas na criação de produtos e serviços.

Identificar os fatores globais impulsionadores de mudanças e o que isso significa para os consumidores e para os negócios, é o primeiro passo para o planejamento estratégico de uma empresa. E hoje, a assertividade do resultado das estratégias depende dessa compreensão do consumidor. Os negócios que não se adaptarem a isso vão ficar para trás.

Para a head da WGSN, a voz do consumidor é ativa e relevante em toda jornada de compra, pois com as mídias sociais, por exemplo, a amplitude de experiências individuais pode ser potencializada para a massa de forma imediata. Então, é necessário não só entender quem é esse consumidor atual, como estar preparado para o consumidor do futuro.

A incerteza em relação aos próximos anos exige que as empresas estejam prontas a adaptar seus produtos e serviços para atender as novas necessidades do público, em um cenário volátil. Por exemplo: um estudo conduzido pela ValueWalk, uma agência de notícias norte-americana especializada em fundos e investimento, apontou que 63% dos consumidores esperam que os negócios ofereçam suporte através de seus perfis nas mídias sociais. E este é só um recorte da necessidade de acompanhamento de tendências de serviços.

A Covid-19 fez com que muita coisa fosse acelerada, quebrou paradigmas e estabeleceu outros. Por isso, acompanhar as mudanças comportamentais e os interesses de consumo é fundamental. Em meio ao trauma e ao estresse causados pela pandemia, adaptamos o que é possível fazer por meio da tecnologia digital e retomamos o interesse por coisas simples - amigos, família, saúde e natureza -, além de desenvolvermos uma visão otimista sobre o que precisa ser mudado para que tenhamos uma sociedade mais justa no futuro.

No sentido do digital, muitos hábitos adquiridos nesse mais de um ano de pandemia serão mantidos, mesmo com a retomada das atividades. Isso significa que as pessoas vão voltar a viajar a trabalho, mas a maioria das reuniões serão feitas online; o cinema voltará a ser frequentado, mas as plataformas de streaming continuarão sendo a principal fonte de entretenimento das pessoas; as lojas físicas não vão desaparecer, mas terão um novo significado. Tudo isso porque o consumidor agora é phygital e deseja ter as melhores experiências do digital e do físico simultaneamente. Buscar formas de atendê-lo é essencial.

O trabalho de previsão de tendências parte do mapeamento de movimentos incipientes que se manifestam no presente. As tendências estão ao nosso redor. E se manifestam nos nossos hábitos de alimentação, onde vivemos e como nos conectamos uns com os outros.

Para Julia Faria, vários pontos são necessários para discernir macrotendências e adaptá-las aos clientes. “Olhamos para diversas fontes de inspiração para identificar tendências. De geopolítica a subculturas locais, de artistas de vanguarda a influenciadores do Instagram, de biotecnologia a mudanças demográficas. Também temos olhos e ouvidos voltados para diversas localidades no mundo”, exemplifica. A partir da análise das macrotendências dos padrões locais, é possível cruzar a recorrência global, e monitorar o ganho de força para antecipar o impacto no mercado de massa.

Ao identificar as tendências antes que atinjam a massa crítica, as empresas podem aproveitar um potencial de crescimento ilimitado. Para isso, é fundamental que, ao identificar as macrotendências, seja feita a conexão com o DNA da sua própria marca. A partir desse cruzamento, as empresas poderão, de forma assertiva, entregar soluções inovadoras e únicas para seu cliente final.

Julia Faria ainda esclarece que as informações devem ser cruzadas entre a compreensão e mapeamento das prioridades e perfis de consumo globais, com a compreensão profunda e aplicação de acordo com o consumidor de cada empresa.

Colocar o conhecimento do consumidor em prática sempre foi importante, mas agora é o que ditará a sobrevivência e destaque de um negócio.

Fonte: Informativo ABIMAPI




Envie uma notícia



Telefone:

11 3628-6931       11 99834-5079

Newsletter:

Fique conectado:

© EDITORA INSUMOS LTDA.

Av. Srg. Lourival Alves de Souza
130 - Conj. 113 - 1˚ Andar
04675-020 - Jardim Taquaral
São Paulo, SP - Brasil

001